fbpx Depressão - 5 Gatilhos que podem desencadear a Doença
12
agosto 2020
       

Depressão – 5 Gatilhos que podem desencadear a Doença

A depressão é uma doença silenciosa e pode ser causada por diversos fatores genéticos, biológicos e também externos.

Depressão não é frescura e nem tampouco uma busca compulsiva por um pouco de atenção. Depressão é perigosa e pode matar, portanto, é preciso tomar cuidado, ter atenção redobrada aos que estão em nossa volta para não sermos surpreendidos e também, estarmos aptos a ajudar ao percebermos algo errado.

Assista o vídeo Depressão não é frescura

A depressão pode tanto surgir sem motivo aparente como ser a consequência de um acontecido importante, como divórcio, falência, perda de emprego, morte de uma pessoa próxima, fim de um breve relacionamento.

Estes acontecimentos são os chamados gatilhos: eles desencadeiam sentimentos de tristeza e, em certos casos, são o ponto de partida para o início da depressão.

Tristeza e depressão são diferentes

depressão, depressão não é frescura
Depressão é perigosa

O que precisa ficar claro é que a depressão não está necessariamente alinhada, ou ligada, aos acontecimentos. Às coisas podem estar tudo em ordem na vida e ainda assim, uma pessoa pode se tornar deprimida.

Mesmo tendo sucesso na vida profissional, pessoal e sentimental, ela vai pode continuar sinalizando os riscos da doença até que busque tratamento.

No caso a tristeza tem um dado facilmente identificado. Em geral, a pessoa tem consciência dela e sabe o que gerou o sentimento tristonho e logo, pode passar e ela voltar ao estado normal.

Mas  confundir tristeza com depressão não é nada esdruxulo, é bem comum.

No entanto, quando a tristeza vai embora a pessoa voltar a vida normal e diferentemente a depressão não acaba de uma hora para outra.

E para piorar a pessoa deprimida acaba ouvindo frases que não ajudam em nada, tais como: “levante dessa cama e vá dar uma volta” ou “você está exagerando, há pessoas em situações bem piores do que a sua”.

A intenção por atrás desses comentários pode até ser boa, mas o fato é que não ajudam em nada o paciente a se sentir melhor e confortável para falar sobre a sua situação com as pessoas mais próximas, na verdade acabam sentido vergonha e assim, obstruem a busca por ajuda e tratamento adequado.

Mudanças no Cérebro

Depressão tem cura
Cuidado depressão mata

Segundo informações divulgada pelo Ministério da Saúde, pesquisas comprovaram que o cérebro do indivíduo em depressão pode apresentar mudanças químicas em neurotransmissores como a serotonina, substâncias que transmitem impulsos nervosos entre as células.

Ainda de acordo com os estudos, personalidade e herança genéticas também são fatores importantes quanto ao desenvolvimento da doencça.

Algumas pessoas possuem baixa e auto estima, outras são muito mais críticas consigo mesmas, enquanto que umas extremamente exigentes. Esses traços de personalidade podem ser herança genéticas, ou causados por experiência de vida, ou ainda ocasionados por uma combinação dos dois fatos.

É importante destacar que se em sua família já houve casos, ou há casos, de pessoas deprimidas, fique atento, pois, você pode estar sujeito a desenvolver a depressão.  Esclarece-se que, a doença tem causas biológicas que independem das suas conquistas, fracassos, ou dos acontecimentos que enfrentou na vida.

Os 5 possíveis gatilhos da depressão

depressão mata, depressão cuidado,
Depressão ela ataca e permanece em silêncio até silenciar o paciente

Assim como causas biológicas, a doença pode estar relacionada a fatores externos também. Ela pode ser desencadeada por uma união de vários fatores.

1 – Momento de pressão e stress – Situações complicadas e difíceis de resolver, estar a todo tempo sob pressão, isso pode funcionar como um gatilho para acionar o botão depressão.  Já para outras personalidades, o término um relacionamento amoroso, ainda que tenha durado pouco tempo, pode ser suficiente para desencadear a doença.

O importante nessa história é você permanecer ao lado desta pessoa quando o correr esses momentos de tormentas. As chances de desenvolver depressão serão bem menores se apessoa envolvida nos acontecimentos se sentir acolhida e apoiada por amigos e familiares.

2- Isolamento – Se isolar esse é outro gatilho de porta de entrada da depressão. Manter-se afastado da família, ou deixar de ter contatos com os amigos, pode desencadear a doença em pessoas com já apresentam sinais.

3 – Consumo de drogas legais ou ilegais – Abusar do uso de bebidas alcoólicas e drogas lícitas ou ilícitas, principalmente em momentos de transtornos, é muito perigoso.

Nos dias de extremas dificuldades e horas sombrias, há sempre os utilize como válvula de escape, remédios, bebidas e outros tipos de entorpecentes. Embora isso possa causa um alívio, isso é momentâneo.

Pode parecer que está “ajudando”, mas na verdade o efeito é o oposto. O fato real é que esses abusos acabam iniciando, ou piorando, uma depressão.

4 – Problemas crônicos – Problemas de saúde fatais ou de longa duração, como câncer, ou doenças coronárias, também são aliados em prol da depressão.

O desencadeamento da doença nesse caso, é causado pela necessidade de conviver com os sintomas e, também, pela falta de perspectiva de futuro.

Além disso, ferimentos severos na cabeça e hipotiroidismo podem também podem causar desequilíbrios na química do cérebro que geram sintomas depressivos.

5 – Fim da Gestação – Mesmo um acontecimento que retrate momentos de intensa alegria, como o nascimento de um bebê, pode funcionar com um gatilho de depressão.

Certas mulheres são particularmente vulneráveis a uma variação do transtorno chamada depressão pós-parto. A condição ocorre por um mescla de condições biológicas e psicológicas, relacionadas às variações hormonais e às novas responsabilidades maternas as quais estarão submetidas.

Por que o Bracelete Quântico pode ajudar no combate a depressão?

depressão tem cura
A pulseira quântica Akmos pode ajudar no combate e tratamento da depressão

E dê o Play e ouça o Podcast

Como relatei no conteúdo anterior a este, clique aqui e tenha acesso, a Pulseira quântica da Akmos ativa o hormônio que produz dopamina, responsável por comportamento, cognição, movimento voluntário, motivação e recompensa, sono, humor, atenção e aprendizagem.

Dessa forma, a perda de memória tende a se estabilizar, além de ajudar no tratamento do mal de Parkinson e ajuda a combater doenças gerada ou desencadeadas por estímulo emocional, depressão.

O fato é meus amigos que, “depressão não é frescura”. Alguém, nesse momento, ao seu lado pode estar clamando por socorro e você ainda não percebeu.

Compartilhe esse artigo e vamos ajudar a dar voz a essa doença que se comporta de forma silenciosa, sejamos as vozes dos que gritam e sofrem em silêncio.

Eu sei que o bracelete quântico pode ajudar e você conhece algum outro tratamento natural que pode ajudar as pessoas nessas condições?

Comentem, compartilhem também meios em que possamos ajudar as pessoas a terem mais alternativas para enfrentarem essa doença, que mata aos poucos e lentamente.

Se inscreva no meu novo canal do Youtube clique aqui

(Visited 267 times, 1 visits today)

Deixe seu comentário

Abrir conversa
1
Olá, tudo bem?
Olá, como posso te ajudar?