fbpx Preço no litro da Gasolina sobe pela 5ª semana consecutiva
28
outubro 2020
       

Preço da Gasolina sobe pela 5ª semana consecutiva

O preço dos combustíveis sobe pela quinta semana seguida e o povo brasileiro está pagando pela gasolina mais cara do mundo.

A média o preço pago pelos motoristas nas bombas de combustíveis é de R$ 4,59, se comparado com 2014/2015, quando valor cobrado era em torno de 2,78 à 2,89, de acordo com o matemático Juan Martins, o aumento é de quase 65,1%.

Preço da Gasolina sobe pela 5ª semana consecutiva
GNV em Curitiba está batendo no Álcool

Nem o GNV, que é considerado a reciclagem da reciclagem do combustível e que era a opção mais barata, escapa do reajuste predatório. Em Curitiba, por exemplo, o valor cobrado por metro cubico é de R$ 3,29, ou seja, 50 centavos a mais do que o álcool, que até antes do aumento anunciado hoje, custava em torno de R$2,79.

Ainda segundo o matemático, se comparado com 2014, quando o preço pago pelo GNV era de apenas R$1,30 o aumento representa um total de
153,07% .

E o preço da gasolina sobe ou desce, qual será a tendência?

E seguindo o cenário econômico mundial e brasileiro, a tendência é que os valores continuem subindo nesse mês de abril.

Um levantamento realizado pela Agência Nacional do Petróleo apontou que o Estado do Acre , possui a gasolina mais cara do País, ou seja, R$ 4,81, seguido pelo Rio de Janeiro, onde só um centavo o diferencia, R$ 4,80.

Já no Rio Grande do sul o maior preço registrado está em R$ 4,70.

A professara catarinense Jéssica Cristina do Santos, mãe de duas crianças, disse que começará a fazer Uber para melhorar a renda, “Eu tenho três empregos e não estou conseguindo segurar a barra, só para o imposto de renda é debatido mais de 12% do meu salário, e querem passar para 14%”, disse.

O fato é que nunca num período tão curto, o brasileiro havia experimentado tamanha opressão imposta de cima pra baixo. O aumento tanto no combustível, como em outros setores, alimentos, por exemplo, tem sido exorbitantes.

E calados, “como ovelhas mudas para o matadouro” aceitamos e acatamos o que a tirania capitalista determina.

Pergunta que deve ser feita e gritada para que ecoe: “Onde estão os que moveram e levaram o povo as ruas em 2013, por causa de um aumento de 0,10 na passagem do transporte coletivo em São Paulo?

Onde estão os batedores de panelas, os acendedores e apagadores de luzes nos apartamentos que protestaram contra o governo Dilma em 2015 e 2016?

Onde está o MBL, Vem pra Rua e demais moralistas que esbravejavam contra o aumento da infração e berravam contra a corrupção exigindo um País mais justo para todos os brasileiros?

Onde estão esses “heróis”? Se fazem de surdo, cego e mudo, ou os objetivos que planejaram foram alcançados.

A verdade é dolorida, mas precisa ser dita, muito desses movimentos criados em meados de 2013, não representava necessariamente um sentimento de revolta e indignação da população brasileira, mas, sim, foi um trampolim para anseios políticos.

Kim Kataguri, um dos líderes do “Movimento Brasil Livres” – MBL, hoje é Deputado Federal e qual está sendo a sua atuação em defesa do povo brasileiro?

Quantos no parlamento estão de fato preocupados com a situação dos assalariados e que sustentam a maquina chamada “Brasil parlamentar” funcionando?

Onde estão os que foram eleitos para fiscalizar em prol do povo e não contra o povo? Cadê os que bateram no peito, esmurraram o chão exigindo direito e igualdade à todos?

Quem são os que vão acabar com o seu direito, com os nossos direitos, com a tal reforma da previdência?

O aumento sucessivo que ocorre nos combustíveis é um prelúdio para dias terríveis que a nação brasileira poderá enfrentar nos próximos quatro anos.

Ou levantamos a verdadeira bandeira brasileira agora, ou seremos sucumbidos definitivamente pelas decisões arbitrais e por que não dizer sanguinária, do aumento desenfreado nos produtos que consumimos.

Se precisar de panelas tenho algumas sobrando em casa.

(Visited 18 times, 1 visits today)

Deixe seu comentário

Abrir conversa
1
Olá, tudo bem?
Olá, como posso te ajudar?