fbpx Quebra-molas Condutor quer mais de R$10 mil de indenização
11
agosto 2020
       

Homem quer mais de R$ 10 mil da prefeitura por causa de quebra-molas

O Irlandês Christopher Fitzgibbon, de 23 anos, processou a prefeitura da cidade em que vive no País, por causa de danos em seu carro causados por quebra-molas.

De acordo com informações do jornal Dailymail, o jovem acabou destruindo quase por completo o seu veículo, rebaixado, nas ruas do município.

Clique aqui e leia sobre 
recursos de multas

Christopher tem um Volkswagen Passat muito rebaixado (apenas 10 cm de altura ao solo). Depois de realizar a modificação, o que custou uns 3400 euros, ele percebeu a encrenca que se enfiou.

O carro passou a ter enormes dificuldade para ultrapassar as lombas, ou quebra-molas, nas estradas que dão acesso á vila de Galbally, em Limerick, onde vive. Num belo dia, o automóvel ficou mesmo muito danificado e sem condições de trafegar.

Fitzgibbon realizou a manutenção e os devidos reparos no veículo e agora, está exigindo que o município lhe pague tudo aquilo que gastou na reparação do seu Volkswagen Passat, ou seja, aproximadamente, 2500 euros (mais de R$ 1000).

No entanto, a resposta não foi a que Fitzgibbon esperava. De acordo com o a assessoria do município, que deu tom de forma negativa à reclamação. “As lombas têm apenas 75 mm de altura. Não recebemos mais nenhuma queixa sobre elas”, em outras palavras, se vire!

Quebra-molas, Lombadas, prejuízo

quebra molas, lombadas,
“Eu me sinto discriminado porque tenho um carro personalizado e o meu direito de dirigir”

Já o jovem promete continuar com a ação e se acha discriminado e injustiçado pela medida adota pelo município,”eu me sinto discriminado porque tenho um carro personalizado e o meu direito de dirigir por essas vias está sendo negado”, diz Christopher.

Rebate ainda alguns argumentos levantados, “não interessa a velocidade em que eu estava. Podia ser a 5km/h ou 80, não faria diferença”.

Disse Christopher alegando ainda que, as lombadas têm 1,5 metro de comprimento, diferente do que foi afirmado pela nota do município.

Siga-me no 
Facebook, clique aqui! 
(Visited 18 times, 1 visits today)

Deixe seu comentário

Abrir conversa
1
Olá, tudo bem?
Olá, como posso te ajudar?