31
maro 2020
       

Ele dedica a vida para ajudar o próximo

Armando – Ele faz o bem, sem olhar a quem

O ano era 2013, o pai da minha ex-namorada começou apresentar um problema de saúde, aos poucos aquele quadro foi se agravando. O fato é que o senhor João (nome fictício), começou a emagrecer repentinamente.

Atenção o conteúdo da entrevista por áudio difere da escrita – aguarde carregar e ouça

Conversei com o diretor geral do Jornal em que eu trabalhava na época, argumentei que acreditava que o senhor João* estava sendo desenganado pelos médicos. Então, Ele me disse: “Vamos falar com o Armando…”

Clique aqui saiba
sobre o banco de Alimentos

Mas quem é o Armando?

Armando Ferreira de Sousa Filho, tem 58 anos, nasceu no dia 31 de dezembro de 1960, trabalhou como motorista de transporte coletivo até 2007, quando se aposentou por problemas de saúde.

Armando é um cidadão que faz a diferença na região onde vive, quando o assunto é prestar auxílio a alguém, ele está sempre de prontidão. “Estamos aqui para tentar ajudar, orientar cada pessoa em sua necessidade”, afirma.

Armando e a Diabetes

armando saúde sítio cercado
Armando Ferreira de Sousa Filho, tem 58 anos , “eu vivo para servir o meu próximo”

“Seu Armando”, como gosta de ser chamado, foi diagnosticado com diabetes tipo 2 e, no lugar de só se cuidar e pensar em si, abriu as portas da casa, para que pudesse funcionar a Associação dos Diabéticos e Hipertensos do Sítio Cercado.

“Não gosto que me chamem de senhor, Senhor está no céu, eu estou aqui para servir e por isso, sirvo como posso por meio da Associação – por isso, sou seu”, explica.

O principal objetivo da Associação, segundo ele, é orientar pessoas diagnosticadas com diabetes sobre como seguir o tratamento indicado pelos médicos e providenciar melhores condições nesse processo.

Armando esclarece que o desconhecimento do público em geral, sobre a lei federal 11.347, de 2006, que garante a distribuição gratuita de medicamentos e materiais necessários à sua aplicação via Sistema Único de Saúde (SUS), é muito alto.

“Muitas pessoas têm dificuldades para comprar esses remédios e não sabem que podem recebê-los gratuitamente. Quando o SUS não fornece, indicamos os caminhos para garantir esse direito assegurado”, explica.

Por duas vezes, ele foi eleito Conselheiro Municipal de Saúde. Um trabalho totalmente voluntário, assim como voluntariamente exerce as funções na Associação sem qualquer tipo de remuneração.

“Agora, por quatro anos, estarei a frente do Conselho de Saúde Local na Unidade João Cândido, onde temos mais de 17 mil usuários”, conta.

Amando da saúde – Sítio Cercado – ajudando as pessoas

Amando da saúde – ajudando as pessoas no Sítio Cercado

Entendendo que a necessidade das pessoas ultrapassava os limites da saúde, Armando resolveu estender o leque de solidariedade, assistencialismo e ajuda ao próximo. Assim, passou a integrar a Associação de Moradores do Bairro Novo A, pois, desta forma, a ajuda as pessoas poderia ser mais ampla. Como de fato é.

Todas às quartas – feiras, Armando sai de casa pela manhã, ele vai para a Ceasa em Curitiba. Lá, em nome da Associação que representa, recebe as doações do Banco de Alimento do Estado, e repassa as famílias carentes já cadastradas na associação.

Armando Ferreira de Souza Filho, liga o carro, engata a carrocinha no puxador e segue com as caixas vazias em direção ao Banco de Alimentos.

Á partir das 13h, libera-se as doações.

Sozinho, o homem de 58 anos, pega as caixas com os produtos e carrega a carrocinha. Preciso destacar que, alguns alimentos são pesados e exigem um pouco mais de esforço do “seu Armando”, mas ele afirma que está tudo sob controle. “É só um pesinho de nada, às vezes é bom fazer força para não ficar acomodado”, disse.

Provisoriamente, a sede da Associação de Moradores do Bairro Novo A, funciona na casa dele, onde as famílias retiram os alimentos doados à partir das 15h30.

“Atendemos 50 famílias toda semana, são as mesmas que todas às quartas, vem e retiram os alimentos. Quando elas se estabilizam e não precisam mais, elas se desligam e dão lugar para outras que necessitam da ajuda”, revela.

Fazer o bem sem olhar quem

Armando da saúde Sítio Cercado, Associação de Moradores do Bairro Novo A

O trabalho exercido por Armando Ferreira e outros voluntários da Associação, é totalmente pensando no bem estar do próximo. Ninguém e remunerado. A verdade é que no final das contas, ele acaba até por gastar dinheiro do próprio bolso para poder continuar a boa ação. Por isso perguntei:__O que te leva a fazer isso Armando?

“Em primeiro lugar tenho que deixar claro e sempre digo para todos que, faço isso por mim. O dia em que eu fizer algo por alguém e não por mim, eu paro porque estarei totalmente errado”, disse.

De acordo com ele, por ano, o de número de famílias auxiliadas pela associação chega a mais de duas mil. Esclarece que os auxílios são variáveis, orientações jurídicas, encaminhamento para saúde e também nas doações entre outras atividades.

E de onde o “seu Armando tira tanta força para ajudar o próximo? “De Deus, temos que só estar com ele, se apegar na fé. Mais nada. Aqui em casa nada acontece se Ele não prover “, responde.

Armando esclarece que cada morador, ou família que necessita de apoio das associações, devem procurar o auxílio da associação a qual pertencem. ” Cada associação tem uma área de abrangência, então a pessoa deve procurar aquela a qual ela está inserida. Existem inúmeras associações que desenvolve o mesmo trabalho que fazemos aqui”, conta.

Aposentado dos trabalhos formais, mas ativo no trabalho de caridade e ajuda ao próximo, ele atua na missão desde 2007. Conta que resolveu se interessar e aprender “os caminhos das pedras”, quando os pais ficaram a mercê da falta de cuidados médicos em Curitiba.

Como surgiu o Armando da saúde?

Armando da saúde garante que o serviço que executa no Sítio Cercado, não tem cunho de viés político

“Meus pais morreram por falta de assistência médica em Curitiba e por falta de conhecimento para lidar com saúde, ou seja cobrar e exigir nossos direitos. Temos direitos e deveres, devemos cumprir um e exigir o outro. Na época, o meu finado amigo Roque Basso, me inseriu na área, desde então. resolvi aprender tudo que podia para não deixar acontecer com outros o que ocorreu com meus pais”, conta emocionado.

Geralmente, quando vemos alguém realizar o trabalho que você está realizando, muitas pessoas já pensam: “será candidato político”, esse é o seu caso Armando?

“Nem pensar! Deus me livre! o meu pai foi 18 anos vereador, vice prefeito por seis anos e nunca teve salário. Essa é a verdadeira política, ajudar as pessoas e não roubar. Esse é o meu espelho de política, séria e honesta. Mas não tenho, nunca tive em mim esse desejo de participar dessa política que temos hoje. Nunca serei candidato a nada. Estou aqui para servir com amor o meu próximo”, afirma.

Muito risonho e descontraído, Armando Ferreira se define como uma pessoa paciente. E que ver o mundo como se fosse o quintal de casa, que precisa ser cuidado.

“Tudo que eu faço e tenho feito, se amanhã, ou depois, eu fosse candidato a um cargo político, perderia todo valor. Portanto não sou candidato a nada e nunca serei. Gostaria muito que as pessoas entendesse que temos que ter muita paz, amor e dedicação em tudo que a gente faz. Senão, não tem valor”, declara.

Lembra do João, do início da história?

Não divulgo fotos nem o nome real do personagem por razão de privacidade, mas é morador do Sítio Cercado e se não fosse o Armando da saúde, acredito que o pior teria acontecido.

Ah, lembra do personagem real, com nome fictício, do início dessa história, o seu João*? Se o Armando não tivesse se disposto a ajudar, acho que o pior teria acontecido, pois o que ele tinha, de acordo com exames médicos da época, era um tumor benigno, que sem o devido tratamento poderia trazer sérias consequências.

Elimine suas dores 
musculares naturalmente 
clique aqui

Em nome da família e do próprio senhor João*, que acho que até hoje não sabe quem é você, eu lhe agradeço Armando, em nome de Jesus te agradeço e peço que Deus multiplique mais e mais os anos de sua vida.

Obrigado seu Armando da saúde!

E quem quiser colaborar com ajuda, manutenção da entidade, pode entrar em contato pelo telefone (41) 3265-4453. O endereço é Travessa Selvino Caramori, 8, Sítio Cercado. Falem com o Armando.

Siga-me no Instagram
clique aqui

(Visited 30 times, 1 visits today)
Open chat
1
Oi, que bom que você está vindo conversar comigo, terei o prazer em te ajudar no que eu puder. Seja bem vindo (a)!
Powered by