17
fevereiro 2020
       

Flamengo definitivamente o time do Apito

Flamengo definitivamente é o time da vergonha, a equipe rubro-negra mesmo com elenco milionário – cheio de jogadores acima da média – carece do apito amigo para construir seus resultados.

Clique aqui e descubra como melhorar de dores no corpo

No clássico de ontem no Maracanã, em jogo válido pela 12° rodada do campeonato Brasileiro, o time da Gávea contou com ajuda da arbitragem para poder conseguir vencer a frágil e modéstia equipe do Botafogo.

Diante de um Maracanã lotado, Claro com mando de campo rubro-negro, a torcida do Flamengo foi humilhada mais uma vez pelo poder do apito.

Cuellar merecia vermelho direto e nem VAR foi chamado.

Sim, humilhada, pois, para vencer a forte equipe do Flamengo precisou escancaradamente do apoio do árbitro Paulista.

A roubalheira foi tão explícita que até mesmo os comentaristas da TV que tanto apoia o urubu carioca não conseguiram desfarçar e escondeu os erros do juíz do jogo.

Flamengo uma relação eterna com o apito

Em cobrança de escanteio o Botafogo saiu na frente com gol de cabeça de Cícero. Alguns minutos depois, Gabigol diz que, já tinha amarelo, chutou a bandeirinha o que seria correto levar ao segundo amarelo e consequentemente a expulsão.

No entanto, o árbitro simplesmente resolveu conversar com o Gabigol que, logo em seguida, o atacante, num lance de uma bola espirrada para fora da grande área acabou empatando o jogo.

Depois, mais um lance polêmico, Cuellar atingiu por traz o tornozelo de Marcinho e nem amarelo o jogador rubro-negro tomou. Ou seja, era mais um caso de expulsão. Mas o árbitro mais uma vez ignorou.

Mais tarde outro lance polêmico, Rafinha deu uma tesoura por baixo numa entrada violenta no atacante do Botafogo e adivinhem? Isso mesmo! Ele já tinha amarelo e o juiz do apíto simplesmente resolveu fechar os olhos para o lance.

O fato é que esses três jogadores que deveriam ter sido expulsos, ajudaram diretamente a construir o resultado do time no estádio.

Valentemente o Botafogo lutou, se entregou. Mas é muito difícil vencer um jogo onde o juiz, que deveria ser imparcial, se comporta de maneira tendenciosa para beneficiar um lado.

O Flamengo com o plantel que possui não precisaria em nada desses desvaneios propositais do apíto amigo.

Uma coisa eu sei: Pessoa de caráter reto e íntegro, não comemoraram tal vitória. Poderia ser grato pelos três pontos, mas vibrar com essa vitória? Só se tiver um sério desvio de caráter.

Não se trata de ser o Botafogo, se trata que esse preciosismo e favorecimento em prol do Flamengo que se mantém principalmente desde à década de 80, já passou da hora de acabar.

Torcedores são lesados, pagam ingressos e caros, para verem o seu time jogar, fazem assinatura de TVs etc, e são literalmente lesados por um sistema corrupto operante no futebol brasileiro.

Qual a atitude que a CBF vai tomar em relação a isso? Não é a primeira vez e certamente não será a última. Lembrem-se: Só existe o oprossor porque os oprimidos aceitam a sua opressão.

Deveria sim, todos os torcedores entrarem com uma ação coletiva, exigindo reparação e danos mediante a tamanho contrangimento público.

Mas é isso meus amigos, enquanto ainda que indiretamente, a gente aplaude e fecha os olhos, sempre haverá essas situações.

Solução? Boicotem os campeonatos, deixem os estádios vazios. Não comprem ingressos, cancelem as assinaturas de TVs e digam: Só volto quando o futebol voltar a ser moral. Corrupção? Já basta o País em que vivemos.

Clique aqui e ouça o podcast

(Visited 25 times, 1 visits today)
Open chat
1
Oi, que bom que você está vindo conversar comigo, terei o prazer em te ajudar no que eu puder. Seja bem vindo (a)!
Powered by