29
janeiro 2020
       

Você sabe como pedir pensão alimentícia?

Olá meus amigos, tudo bem com vocês? Vamos falar hoje, sobre a ação de alimentos, ou o que é popularmente conhecida como: “pensão alimentícia”.

Conversei com o Advogado Mesael Caetano dos Santos, o conteúdo em áudio está disponível para você ouvir a explicação do advogado sobre as primícias da ação.

Mesael Caetano dos Santos é advogado atuante nas áreas cível e trabalhista. Além disso é MBA em Administração Pública e Gestão de Cidades e ex- presidente da Comissão da Igualdade Racial da OAB do Paraná

Você sabe o que é energia quântica? Entenda mais, clique aqui

Como pedir pensão alimentícia?

Ouça a entrevista com advogado, conteúdo escrito difere do áudio

Amigos (as), o fato é que esse assunto gera muita indignação e claro, dúvidas. Depois do termino do relacionamento, casamento, ou união estável, alguém ficará com a guarda do filho, ou dos filhos.

E esse filho (a), que veio ao mundo sem solicitar, mas por um ato de “amor” existente entre o casal, mesmo depois que o relacionamento entre eles termine, precisa ter recursos para se manter. E, é aí que começa, em muitos casos, o “quebra pau”. Pois, um dos dois terá que pagar, arcar com a base do sustento desse inocente, alguém terá que pagar a pensão alimentícia da criança.

E agora, quem é que tem de pagar a pensão alimentícia para quem? Qual o valor que deve ser pago em prol da pensão alimentícia? E se eu estiver desempregado, como fica? Como fazer para dar entrada na pensão alimentícia para os filhos?”.

Todas essas perguntas o advogado Mesael responde no conteúdo em áudio. ouça!

Saiba os 5 gatilhos que podem desencadear a depressão, clique aqui

Mas o que é a pensão alimentícia?

pensão alimentícia, ação alimentícia, ação de alimentos, pensão de alimentos
Para estabelecer o valor da pensão alimentícia, o juiz do caso vai levar em consideração a proporção entre dois fatores importantes

A pensão nada mais que é o valor definido pelo juiz e deve ser pago mensalmente por um cônjuge/companheiro aos filhos e/ou ao outro cônjuge/companheiro, com a finalidade de pagar as despesas com alimentação, habitação, escola, livros uniforme etc.

Saber quem vai pagar, ou receber, isso vai depender de quem vai ficar com a guarda do(s) filho(s). Se houver guarda compartilhada e ambos os cônjuges trabalharem, o valor pode ser reduzido e ainda, as despesas podem ser rateadas.

Para estabelecer o valor da pensão alimentícia, o juiz do caso vai levar em consideração a proporção entre dois fatores importantes:

1º A possibilidade de quem deverá pagar a pensão, baseado na sua renda. 2º A necessidade de quem está pedindo a pensão, ou seja, o quanto precisa.

E como posso pedir pensão alimentícia?

Primeiro, procure um advogado (também pode procurar a defensoria pública) especializado em Direito de Família e agende uma consulta para tirar todas as dúvidas. Nessa consulta, leve todos os documentos que tiver sobre a relação do casal e dos filhos.

Após isso, o advogado entrará com a chamada “Ação de Alimentos” ou “Execução de Alimentos”, que poderá cobrar pensão retroativa e/ou atual, por meio do bloqueio de valores em conta corrente, da penhora de bens, ou, até mesmo, ocorrendo a prisão civil. O que de acordo com o advogado Mesael Caetano, em alguns casos, não é recomendável.

Advogado Mesael Caetano defende que a prisão do devedor da pensão deve ser executada quando realmente houver má fé. “Como vai sustentar o filho se estiver preso?”

“A prisão não convém, só se realmente a pessoa estiver agindo de má fé, afinal como o pai, ou o responsável, poderá suster os meios se estiver preso e não puder trabalhar? O que importa é que a criança tem seu direito resguardado”, explica.

Para acionar o pedido a pensão alimentícia, você precisará de poucos documentos:

  1. a prova da condição de filho (por exemplo, a certidão de nascimento);
  2. a prova dos bens materiais do casal (apartamento, carro, moto etc);
  3. documentos do pai e da mãe (RG, CPF, carteira profissional etc)

Caso não os tenha é possível de consegui-los por meios judiciais.

Como emagrecer sem ter que sofrer para isso? Saiba mais clicando aqui

Como fazer para entrar com ação de pensão para filhos?

Se não houve consenso ou pagamento voluntário por parte do cônjuge responsável pelo pagamento, a solução é recorrer ao Judiciário para conseguir isso.

Da mesma forma como foi explicado no incio deste conteúdo, procure um advogado, defensor público, especialista na área e leve os documentos que comprovam a filiação e os gastos necessários com a manutenção dos filhos.

Aproveite e faça um levantamento do valor devido (valores retroativos e/ou atuais) e, na Justiça, cobre do pai/mãe devedor, ou seja, o responsável por pagar e garantir o direito de sobrevivência da criança.

O não pagamento de pensão alimentícia é um dos poucos casos que realmente acaba em prisão no Brasil.

Por incrível que pareça em muitos dos casos dos inadimplentes para com a pensão, quando há a ordem, ou seja,  assim que o mandado de prisão do(a) devedor(a) é decretado, o devedor de forma inexplicável surge com o dinheiro e o pagamento é feito na hora!

Ainda tem dúvidas sobre a questão? Converse com o Advogado Mesael por meio do Whats: 41 9 9504-0602. Ou por meio do Facebook, clicando aqui

Um abraço e espero você num próximo conteúdo, fui!

Acabe com as dores de seu corpo, saiba mais clique aqui!

Conheça o Day Flex (Dayflex Akmos), o novo produto da Akmos para a nossa saúde e bem estar!

(Visited 46 times, 1 visits today)
Open chat
1
Oi, que bom que você está vindo conversar comigo, terei o prazer em te ajudar no que eu puder. Seja bem vindo (a)!
Powered by